Apocalyptica

Tenho que admitir, entendo muito pouco de música – sim, existem assuntos que eu tenho pouco conhecimento. Não que eu não goste, eu adoro música. Só que diferente de outras áreas em que busco aprofundamento, como por exemplo cinema, me contento somente em ouvir música.

Hoje vou dar uma dica de música.

Continuar lendo

Breaking Bad

I am… awake.

Walter White – Breaking Bad: Pilot

Walter White (Bryan Cranston, atuação excepcional), professor de química, descobre ter câncer de pulmão em estado avançado e inoperável. Não é seu único problema. Sua esposa está grávida de uma criança que eles não planejaram e seu filho adolescente tem paralisia cerebral. E ainda tem as contas da casa para pagar. Desgraça pouca é bobagem.

Continuar lendo

Mapa da ficção científica

Vi ontem no blog do crítico de cinema Roger Ebert essa incrível imagem mostrando os caminhos que a ficção científica tomou desde a época do homem das cavernas.

Só imagino o trabalho e a quantidade de pesquisa necessários para construir um mapa tão complexo e detalhado.

Vale avisar que hoje considera-se por sci-fi não só aquilo que é baseado em fatos científicos como o livro Viagem ao Redor da Lua de Júlio Verne, mas a fantasia também, como por exemplo O Senhor dos Anéis.

Clique na imagem para ver em tamanho decente (muitas letrinhas pequenas)

Aproveitando a deixa, em breve farei um post sobre mitos e sua importância na sociedade baseado no documentário O Poder do Mito, fiquem ligados.

Links:

Roger Ebert’s Journal

O dramático dia de folga de Ferris Bueller

I am not going to sit on my ass as the events that affect me unfold to determine the course of my life. I’m going to take a stand. I’m going to defend it. Right or wrong, I’m going to defend it.

Cameron Frye – Ferris Bueller’s Day Off

A edição é algo fascinante. Você pode reescrever um filme. Mudar completamente seu sentido.

Um editor competente pode pegar um material ruim e consertá-lo, um incompentente pode destruí-lo.

Uma edição competente pode pegar Curtindo a Vida Adoidado, uma comédia, e transformá-lo em um drama indie. E foi o que o usuário do youtube JosephsBrett fez. O resultado é sensacional.

Leandro Kindermann e o Templo da Perdição

Stay behind me, Short Round. Step where I step, and don’t touch anything.

Indiana Jones – Indiana Jones and The Temple of Doom

Ficar em casa sem ter algo para fazer é complicado, mas pior que isso é não ter nada para fazer e não estar em casa. Além de entediante, é cansativo. Quando se está em casa você pode tentar inventar, improvisar, ou pelo menos, ficar largado do jeito que melhor lhe convém. Fora de casa você só tem uma opção, ficar parado e quieto no seu canto. Não dá nem para abrir a geladeira para pensar.

Continuar lendo

Clássicos dos anos 80 e Super 8

I never had any friends later on like the ones I had when I was twelve. Jesus, does anyone?

The Writer – Stand By Me

A década de 80 foi muito boa para o cinema de aventura. Nasci em 1990, o que me desqualifica para ter vivido nessa época, mas tive a sorte de ver grande parte desses clássicos na saudosa Sessão da Tarde – sim, sinto muito mas ela está morta, aquilo que passa no período verspertino atualmente não merece essa honraria.

Continuar lendo

Attack ships on fire off the shoulders of Orion. …

I’ve seen things you people wouldn’t believe. Attack ships on fire off the shoulder of Orion. I watched C-beams glitter in the dark near the Tannhauser gate. All those moments will be lost in time… like tears in rain…

Roy Batty – Blade Runner

Saudações.

Antes de mais nada, quero deixar claro que não vou falar de Blade Runner – pelo menos não hoje.

Me chamo Leandro Kindermann. Como você logo vai perceber, sou um nerd sem nenhuma vida social, cinéfilo e relativamente pobre. Na presente data estelar tenho 21 anos e moro no interior Catarinense, pretendo deixar esta terra assim que possível pra correr atrás dos meus objetivos – dominar o mundo é um deles. Apresentações feitas, vamos ao que interessa.

Continuar lendo